Comunicação

Notícias

VOLTAR
13/05/2019
Transtorno do Espectro Autista: da educação à autonomia é debatido na IMED

Por: Paula Steffenon

() comentários

 

 

IV Seminário de Inclusão e Direitos Humanos começa nesta terça e segue até quinta-feira. O evento reúne pesquisadores, especialistas e profissionais das áreas de educação, saúde e áreas afins

 

O IV Seminário de Educação Inclusiva e Direitos Humanos discute a partir desta terça-feira (14), com profissionais das áreas da educação, saúde e afins, o “Transtorno do Espectro Autista: da educação à autonomia". O evento acontece até a quinta-feira (16), no Auditório Central da IMED.

“O Transtorno do Espectro Autista está aumentando no mundo inteiro. Infelizmente não é na mesma velocidade que está aumentando o conhecimento sobre o fato. Precisamos reverter esse processo, o IV Seminário de Educação Inclusiva e Direitos Humanos, será uma oportunidade para entendermos como podemos auxiliar nossas crianças e nossos adolescentes com autismo e conseguir garantir para eles a aprendizagem, estimular em todos eles a autonomia e proporcionar para todos eles a socialização”, ressalta o pesquisador em Neurociência Cognitiva, Roberto Andersen, que abrirá a noite de palestras, nesta terça-feira (14), com o tema: “Conhecendo o Autismo: tratamento, terapias e evolução”.

Dessa forma, o evento aborda o Transtorno do Espectro Autista, por meio de palestras, depoimentos e oficinas no contexto das possibilidades de aprendizagem das crianças autistas, práticas e metodologias, além do diagnóstico, tratamentos e políticas públicas inclusivas. “Na maioria das vezes, o diagnóstico só acontece na educação infantil, porque muitos pais não identificam o autismo, daí a importância do profissional ter um olhar diferenciado, ter essa formação, porque quanto mais cedo o diagnóstico melhor”, comenta uma das coordenadoras do evento, especialista em Educação Especial Inclusiva, Elisângela de Fátima Rizzatto, que reforça a importância da discussão do tema com pais e profissionais.

Para a professora da IMED, a especialista em Educação Especial, Claudia Furlanetto, serão três dias para a troca de experiências e qualificação da educação. Entre as atividades, Claudia destaca as oficinas. “As oficinas serão um importante momento para reflexão e aprendizagem sobre Prática Pedagógica, Equoterapia e Pet Terapia, Nutrição e Saúde e sobre Autonomia e Inclusão Social. Cada participante poderá optar por um destes espaços”, comenta.

Nesta edição, o evento contará com a participação de entidades estaduais representativas dos autistas, como a Associação dos Amigos da Criança Autista de Passo Fundo (AUMA); Instituto AEIOU de Sananduva; Aquarela Pró-autista de Erechim; Movimento Unidos pelo Autismo (UniTEA) de Caxias do Sul e Associação Pandorga de São Leopoldo.

O IV Seminário de Educação Inclusiva e Direitos Humanos pelo Centro de Inovação em Educação (InovaEdu) da IMED. As inscrições podem ser feitas até esta terça-feira. Para se inscrever e conferir a programação, clique AQUI.

**Foto: Arquivo IMED

Galeria de Imagens
comentários sobre esta Notícia