Comunicação

Notícias

VOLTAR
01/08/2022
Sustentabilidade: pesquisa destaca contribuição da agricultura familiar para os ODS

Por: Eduarda Perin

() comentários

Estudo do Mestrado em Administração da IMED apresenta diretrizes sustentáveis para o setor, considerando a produção, comercialização e consumo de alimentos

A contribuição da agricultura familiar para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), especialmente para o ODS 12 - Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis - foi tema de uma pesquisa desenvolvida no Mestrado em Administração da IMED. 

O artigo “Overcoming the challenges of sustainable family agriculture in Southern Brazil: Contributions to the 2030 Agenda” foi produzido pelas pesquisadoras e docentes da IMED, Dra. Leila Dal Moro e Dra. Giana de Vargas Mores, juntamente com outras pesquisadoras, e publicado em uma revista com alto fator de impacto: a Sustainability. 

A pesquisa teve uma abordagem qualitativa, em que foram realizados grupos focais e entrevistas em 16 municípios no sul do Brasil. 

O estudo apresenta diretrizes sustentáveis para o setor, considerando a produção, comercialização e consumo de alimentos. As diretrizes foram desenvolvidas por meio dos principais desafios mencionados pelos participantes, como mudanças climáticas, carência de sucessão, a não valorização das mulheres em campo, falta de mão de obra, carência de políticas públicas, entre outros.

De acordo com uma das pesquisadoras, a professora Leila Dal Moro, a pesquisa discutiu uma descoberta importante: “A competitividade foi mencionada pelos agentes envolvidos levando em consideração a carência de tecnologia, a influência da mídia, a alta do preço dos alimentos e a falta de viabilidade na produção dos orgânicos. Nesse sentido, há também um interesse em competir dentro do setor agrícola (negócios familiares) para facilitar fatores econômicos, burocráticos, e tecnológicos para produtores e consumidores”, destaca.

A docente ainda ressalta que as necessidades e perspectivas da agricultura familiar sustentável têm se mostrado atreladas a um contexto global, e por isso, as diretrizes propostas por este estudo também podem ser adaptáveis a outras regiões. “A ciência fomenta sociedades mais sustentáveis, possibilitando  aumentar e qualidade dos alimentos, acesso e a segurança alimentar”, acrescenta. 

O artigo intitulado “Overcoming the challenges of sustainable family agriculture in Southern Brazil: Contributions to the 2030 Agenda” está disponível AQUI.

Galeria de Imagens
comentários sobre esta Notícia