Comunicação

Notícias

VOLTAR
16/03/2021
Startup de Veterinária da IMED vence desafio nacional de empreendedorismo

Por: Francine Tiecher

() comentários

Global Challenge reuniu as 10 melhores iniciativas universitárias de todo o Brasil, em concurso promovido pela Fundação Wadhwany

 

A startup “ControlBovineMilk”, foi a vencedora do “Global Challenge”, concurso universitário de empreendedorismo, promovido pela Fundação Wadhwani.

A ideia de construir um aplicativo, que surgiu dentro da Disciplina de Desafios do Empreendedorismo do curso de Medicina Veterinária da IMED, alcançou o primeiro lugar, entre as 10 melhores iniciativas universitárias do Brasil.

O grupo, composto pelos alunos Diego Gabriel Xavier, Édina Jaqueline Raber e Felipe Luiz Batistella, desenvolveu um aplicativo de controle e gerenciamento de propriedades de bovinos leiteiros. ControlBovineMilk é um aplicativo criado com o objetivo de solucionar os principais problemas de uma propriedade leiteira, por meio de gestão, de controle de dados e anotações e, principalmente, trazendo otimização na organização dessas propriedades.

“Quando fomos selecionados entre os melhores trabalhos não imaginávamos que iríamos ter está vitória, nos empenhamos e demos o nosso melhor, e juntos conquistamos o 1° lugar no Global Challenge. Foi uma imensa alegria acreditarem no aplicativo Controlbovinemilk”, frisa Édina.

O projeto recebeu uma das notas mais altas entre todos os projetos brasileiros empreendedores do Global Challenge 2020.2, desafio no qual as ideias submetidas, dos mais diferentes países em que a Fundação Wadhwani atua, foram validados por juízes-convidados, ou seja, empreendedores, que validaram todo o trabalho que é desenvolvido com as instituições parceiras. No Brasil, a IMED está entre elas.

“Ter a oportunidade de participar e ainda ficar em 1° lugar com a nossa startup, a ControlBovineMilk, foi uma imensa satisfação e uma imensa alegria. Nós não esperávamos ter chegado tão longe. Mas chegamos e fomos vitoriosos. Agora é seguir com o aplicativo, dar continuidade nessa ideia, e ir o mais longe que pudermos”, pontua Felipe.

Durante as apresentações, cada grupo participante teve a oportunidade de explanar sobre sua ideia inovadora, receber feedbacks e sugestões, tirar dúvidas dos juízes convidados, além de mostrar os avanços em seus projetos e conhecer e prestigiar os demais membros da nova geração de empreendedores brasileiros.

“Foi muito gratificante ganhar a startup, até ficamos surpresos pelo fato de que não sabíamos que nosso projeto já tinha essa extensão, e que chegaríamos onde chegamos. Agora, é dar continuidade na ideia e fazer com que o aplicativo se expanda ainda mais”, comenta Diego.

A equipe irá participar de três programas avançados de pré-aceleração para a startup, no Centro de Empreendedorismo UNIFEI, financiado pela Fundação Wadhwani, com foco no desenvolvimento e em novas oportunidades.

O facilitador da disciplina, Amilton Martins, comenta que a disciplina de empreendedorismo existe dentro da IMED desde 2013, porém, desde o ano de 2019, ela passou a ser o "Desafio do Empreendedorismo", inserido na grade curricular de todos os cursos de graduação da instituição. Esse foi o primeiro semestre em que houve a parceria com a Fundação Wadhwani, e dela, já saiu a ideia vencedora do concurso nacional. Segundo Amilton, o intuito é ampliar cada vez mais a inserção dos alunos em iniciativas como esta, a cada semestre.

O empreendedorismo está no DNA da IMED, e tem como propósito entregar ao mercado profissionais capazes trazer soluções para problemas reais, e que consequentemente, transformem a realidade em que estão inseridos.

 

Sobre o promotor do desafio

A Wadhwani Foundation foi criada pelo bilionário indiano-americano do Vale do Silício, Romesh Wadhwani, que já aportou mais de R$ 3,9 bilhões em negócios de mercados emergentes. Ela tem o objetivo de gerar um 1 milhão de empregos nos próximos 10 anos.

Atualmente, a fundação tem aumentando seu impacto em cerca de 25 países da Ásia, África e América Latina. No Brasil, a organização americana quer acelerar mais de mil empresas, pequenas e médias, que gerem empregos.

Galeria de Imagens
comentários sobre esta Notícia