Comunicação

Notícias

VOLTAR
22/10/2019
Seminário debate Direito, Racismo e Justiça

Por: Daniel Santos

() comentários

Evento realizado no Fórum de Passo Fundo reuniu estudantes, professores e comunidade

No mês que vem celebra-se no Brasil, Dia Nacional da Consciência Negra. A data foi idealizada pelo poeta, professor e pesquisador Oliveira Silveira (1941 – 2009), um dos fundadores do Grupo Palmares – movimento negro de subversão e resistência (1971-1978) – que reunia militantes da cultura negra brasileira, em Porto Alegre. Como forma de tomada de consciência da comunidade negra sobre seu valor e sua contribuição ao país, escolheu-se o dia 20 de novembro, possivelmente a data da morte de Zumbi dos Palmares, ocorrida no ano de 1695.  A data firmou-se como dia de luta contra o racismo e, ainda que não seja reconhecido como feriado nacional, serve como alarde por melhores condições sociais e econômicas, por mais espaço político dos negros numa verdadeira democracia racial, além da garantia e defesa de direitos. Foi justamente, essa a intenção do Seminário Direito, Racismo e Justiça - discutir questões que permeiam a luta do movimento negro, a IMED foi uma das apoiadoras do encontro realizado no Fórum de Passo Fundo que apresentou a palestra Edson Rodrigues Garcia e Reginete Bispo, que  debateram as questões relacionadas institucionais sobre o racismo.

O evento organizado pela Associação Cultural de Mulheres Negras (ACMUN); Associação Juízes para a Democracia (AJD); Casa Branca Aldeia de Oxóssi; Comissão de Direitos Humanos de Passo Fundo (CDHPF); Coordenadoria de Promoção da Igualdade Racial (COOPIR) contou com o apoio do curso de Direito da IMED.

O seminário ocorreu no dia 18 de outubro.

Galeria de Imagens
comentários sobre esta Notícia