Como Logar?

Comunicação

Notícias

VOLTAR
12/09/2018
Seminário de Direito debate Fertilização Post Mortem e o Uso da Tecnologia na Infância

Por: Daniel Santos

() comentários

Para proporcionar aos alunos da graduação e do mestrado, a IMED campus Passo Fundo, promove no decorrer desta semana, o XIII Seminário Acadêmico Internacional de Direito, que reúne alunos da graduação e do mestrado para estimular a percepção de novos instrumentos e nichos de atuação profissional. Além disso, a ideia central do evento é viabilizar um co-aprendizado ativo destes temas para formar profissionais líderes, empreendedores e críticos. 

Na segunda noite do Seminário que ocorreu nesta terça-feira (11), alunos e professores refletiram sobre o polêmico tema de Inseminação Post Mortem com o advogado e professor da Universidade Federal do Paraná, Eduardo Leite, que apontou as consequências diante desta prática, seus efeitos no direito de família e no direito sucessório. Na opinião do professor é inviável esse tipo de inseminação. “Atende um interesse exclusivamente dos adultos, desconsiderando o interesse maior das crianças previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente, que é o de ter direito à identidade materna e paterna. Os filhos precisam ser tratados como projeto de vida”, comenta. A posição do professor incitou a reflexão, e posições contrárias foram expostas pelos alunos, incitando-se o debate.

 

Evento segue até sexta-feira (14) na IMED campus Passo Fundo e reflete sobre o uso das novas tecnologias na área jurídica

 

Também trouxe suas considerações sobre Criança, Adolescente e Tecnologia, a professora da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Ana Paula Motta Costa. “ O desenvolvimento tecnológico e o direito da criança e do adolescente em meio a essa sociedade da informação nos faz refletir sobre um amplo conjunto de informações disponíveis. É preciso que os adultos deem conta da responsabilidade em filtrar e conduzir o processo de desenvolvimento em trazer novas estratégias de informação para essa geração que já nasce com domínio tecnológico e que precisa ser usado em prol do desenvolvimento como pessoa”, explica a professora.

O Seminário Internacional de Direito segue até essa sexta-feira (14) e irá abordar temas relacionados ao Cyber Direito, Direito Ambiental, Processo Penal e Direito Civil. Paralelo ao evento ocorrem workshops e Mostra de Trabalhos Científicos.

Galeria de Imagens
Galeria de Áudios
comentários sobre esta Notícia