Comunicação

Notícias

VOLTAR
20/05/2021
Qual a vantagem de empreender na Odontologia?

Por: Daniel Santos

() comentários

Dentistas empreendedores dão dicas de como inovar e alcançar o sucesso na área

Com tratamentos cada vez mais aliados à tecnologia, precisos e eficazes, tanto para saúde quanto para estética bucal, a Odontologia desponta como uma área promissora para quem busca ter sucesso. É o momento perfeito para o dentista empreendedor entrar em ação. Tratar de questões empresariais pode ser uma novidade para muitos profissionais da saúde, mas quem tem uma visão para o futuro pode aproveitar todas as oportunidades e alcançar o êxito nesse segmento.

Um dos aliados para quem possui o desejo de empreender, seja em qual área for, é o marketing digital. Para o Master em Transformação Digital e Futuro dos Negócios e COO da Dental Startup Brasil, Felipe Mattos, a transformação digital já era realidade antes da pandemia de Covid-19, porém, com o distanciamento social e as restrições impostas em razão dos riscos de contaminação, a digitalização foi acelerada de maneira inédita. 

“Todos passamos a consumir mais conteúdos digitais, fazer compras online e nos relacionarmos através de aplicativos e redes sociais. O comportamento do consumidor em geral está migrando para o digital e o profissional da saúde que não se adaptar ao ‘novo normal’, com certeza, está perdendo espaço no seu mercado. O marketing digital é muito maior e mais completo do que o conceito comum de ‘fazer propaganda na internet’, trabalhar branding (posicionamento) para construir autoridade e atuar como referência, certamente, impacta na gestão de forma positiva trazendo bons resultados como o aumento do número de clientes por exemplo”, explica.

 

Produção de conteúdo de qualidade e constância são dicas que todo o empreendedor precisa ter em mente

 

Trabalhar a comunicação e a interação com os pacientes que já frequentam a clínica ou consultório, através das redes sociais, também ajuda na fidelização e consolidação da marca. “Conteúdos relevantes com qualidade e agilidade em responder comentários ou perguntas geram um engajamento maior e resulta em visibilidade para eventuais novos pacientes, uma estratégia básica de marketing digital. Existem várias maneiras de planejar e aplicar o marketing digital para benefício na gestão do seu negócio”, orienta Felipe - que também atua como gestor de clínicas odontológicas e consultor em gestão, inovação, tecnologia e empreendedorismo.

 

Inovar é preciso

 

Entre os modelos tradicionais de empreendimentos na Odontologia estão: franquia, consultório próprio e clínica particular compartilhada. Mas o dentista pode empreender em outros segmentos. Foi assim que a mestre em Odontologia Luiza Girotto encontrou o empreendedorismo. Cansada de procurar jalecos com a sua cara, a dentista resolveu arriscar e criar seus próprios modelos.

“Quando criei a minha marca de jalecos, não pensei apenas na Odontologia. Existem muitas possibilidades e é importante abrir a mente para além da área de atuação. É possível unir as duas coisas. Eu tenho a marca há 11 meses. Eu iniciei pensando na possibilidade de trazer a minha essência. Meu nome é Luiza Paloma, então eu pensei no nome ‘Dra. Lupa Jaleco’. A logomarca traz uma lupa com um coração para demonstrar a ampliação do amor pelos jalecos e, desta forma, compartilhar esse sentimento com outras pessoas. A criação é minha, junto a costureira que fazia os meus jalecos. Assim, nós pensamos em modelos e cores diferentes. Claro que possuímos o branco tradicional, mas sempre procuramos acrescentar alguns detalhes em diferentes cores, tecidos e botões”, comenta.

 

Cansada de procurar jalecos com a sua cara, Luiza Girotto resolveu arriscar e criar
seus próprios modelos | Foto: Thainá Roza

 

As vendas dos jalecos de Luiza ocorrem principalmente pela Internet, mas é possível comprar de forma presencial na cidade em que ela atua, em Sarandi – RS. “Na minha região, não tem opções para compra de jalecos. Me chama atenção a procura por algo que é bastante personalizado. Empreender tem me possibilitado ter contato com profissionais de diferentes áreas. Nosso trabalho é artesanal, praticamente tudo feito à mão. Pretendo expandir o trabalho e tornar a marca ainda maior. Estou muito satisfeita também com tudo o que tem acontecido”, declara a dentista.

Além de estar atenta à produção dos jalecos, Luiza possui uma estratégia bem definida para marcar presença nas redes sociais. “A vida do dentista é bastante corrida e, por vezes, limitada em função da agenda clínica, atendimentos em consultório. É importante estar com os horários organizados, mas, dentro da agenda, é importante reservar um tempo para que possa estar presente na Internet, pois os pacientes estão lá. Estão o tempo todo conectados. Essa interação promove uma troca e também a captação de possíveis novos pacientes. Além dos avanços tecnológicos trazerem diversos recursos para dentro do consultório, também nos proporciona excelentes recursos de comunicação com o paciente – que possibilita levar relevantes conteúdos e criar autoridade por meio das redes sociais, de maneira estratégica, para diferentes tipos de público e programada, levando em conta um planejamento para as redes e para o consultório”, aconselha.

Dentro deste universo das redes sociais, Felipe Mattos também orienta foco na produção de conteúdo de qualidade e constância. “Conheço muitos profissionais que iniciam bem sua atuação com foco em marketing digital, porém, com o passar do tempo, desanimam pois não percebem resultados concretos. Apesar de vivermos em tempos em que tudo é praticamente imediato, a construção de uma marca no mundo digital toma tempo e a constância e perseverança, certamente, farão a diferença. A maioria dos casos de sucesso com resultados reais está com os profissionais que são extremamente disciplinados e constantes na criação de conteúdo e atuação no digital. Então, não desanime de começar com poucos seguidores e visualizações, a maioria iniciou assim e, certamente, com esforço e dedicação os bons resultados serão cada vez maiores”, explica.

 

Odontologia ‘Além do Mocho’

 

Considerando que a maneira mais ‘tradicional’ de se empreender na Odontologia é abrir uma clínica ou consultório odontológico, o mestre em Odontologia Rodrigo Felberg, que possui consultório desde 2009, comenta que não existe receita mágica para dar o pontapé inicial na carreira, mas sim estar preparado para melhor aproveitar as oportunidades e desbravar seu campo de trabalho. “No momento atual as redes sociais aproximam os clientes do consultório, facilitam a apresentação do trabalho e o pós-venda. É muito importante que saibamos utilizar essas ferramentas a nosso favor. Demonstrar para o paciente que ele é único, que seu tratamento está sendo pensado individualmente, também é muito importante”, relata.

Para quem deseja abrir o próprio consultório, Rodrigo aconselha a ter uma visão diferenciada. “O encantamento inicial do paciente é muito importante. Doe-se, tenha um ambiente acolhedor, diferenciado, que mostre para o seu paciente que você trabalha com o que há de melhor, e que seu tratamento é individualizado. Como em todo modelo de negócio, para crescermos, devemos estar cercados de pessoas boas ao nosso lado”, pontua. 


 

Para Rodrigo Felberg, que possui consultório desde 2009, não existe receita mágica para
dar o pontapé inicial na carreira

 

Uma excelente maneira de empreender é qualificar-se bem em determinada área e juntar-se a colaboradores com formação em áreas distintas das suas, para que possam ofertar serviços de excelência em diversas áreas, proporcionando ao paciente confiança. “O empreendedorismo nos possibilita enxergar ‘além do mocho’, ou seja, estar além do ato específico de atender pacientes. Permite ampliar o nosso campo, nos tornar rentáveis, mesmo que não estejamos dentro da clínica naquele momento. Sou um apaixonado pela profissão que escolhi, porém, a clínica é um modelo de negócio que visa além de todos os valores da empresa o resultado. Sendo assim, profissionalizar o seu trabalho, investir, avaliar e se dedicar ao máximo para ele, certamente, terás sucesso no que almejas”, finaliza Rodrigo. 

Se antigamente, os concursos públicos eram muito almejados como carreira odontológica, por garantirem estabilidade e bons salários, principalmente para quem estava começando - o que inicialmente é uma grande vantagem, quando comparado a quem resolve empreender, a possibilidade agora é de crescimento nas carreiras profissionais, expansão do negócio ou do campo de trabalho e, consequentemente, alcançar maiores retornos financeiros. 

“Vale lembrar que o mercado está cada vez mais competitivo, obrigando-nos a estar em constante aprendizado, tanto técnico como tecnológico, mas o mais importante é não esquecer de que entre tantas possibilidades o paciente escolheu você ou a sua clínica, confiou a ti a sua saúde, portanto, ofereça o que você tem de melhor. Não deixe de dar seu máximo, tanto no planejamento, execução ou acompanhamento desses pacientes”, aconselha Rodrigo

Nota: Mocho odontológico é uma espécie de cadeira ergométrica utilizada pelos dentistas. Tem como função proporcionar suporte ao corpo. Assim, ele evita a fadiga e garante conforto e bem-estar ao profissional. 

 

Características de um dentista empreendedor

 

Para empreender na área, além de oferecer atendimento de qualidade, é importante que o profissional seja:

organizado — principalmente em relação à parte de documentação, ao agendamento de consultas e à gestão do tempo;

responsável — honrando todos os compromissos, principalmente em relação aos pacientes e fornecedores;

líder — para gerenciar sua equipe, de modo a oferecer um atendimento padronizado e de excelência;

empático — colocando-se no lugar do paciente para entender suas queixas e expectativas;

atualizado — para estar em dia quanto às novas tecnologias e tendências de negócio.

Galeria de Imagens
comentários sobre esta Notícia