Comunicação

Notícias

VOLTAR
18/05/2021
Propriedade intelectual, inovações disruptivas e sustentabilidade em pauta

Por: Karen Vidaleti

() comentários

Situações relacionadas ao contexto da pandemia também estiveram presente durante os painéis

Disseminar conhecimento sobre a propriedade intelectual, a gestão da inovação e o desenvolvimento, com destaque à discussão sobre inovações disruptivas e sustentabilidade. Esse foi o objetivo do VII Congresso Internacional de Propriedade Intelectual, Gestão da Inovação e Desenvolvimento - Propriedade Intelectual, Inovações Disruptivas e Sustentabilidade, realizado pela IMED, que reuniu, online, mais de 800 inscritos nos últimos dias 13 e 14. 

O evento foi promovido por meio do Programa de Pós Graduação Stricto Sensu em Direito e do comitê científico, com apoio das instituições Capes, CNPq e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (Fapergs), e ainda trouxe, em paralelo, a VII Mostra de Trabalhos Jurídicos e a III Mostra de Cases em Inovação. O tema principal foi abordado sob diferentes perspectivas em seis painéis, partindo de discussões colocadas de forma genérica pelo desenvolvimento tecnológico até discussões pontuais levantadas a partir da pandemia de Covid-19 e de situações relacionadas ao contexto jurídico e social. 

Proteção de dados e privacidade, inteligência artificial, saúde e agronegócio foram alguns dos assuntos debatidos na programação, que contou com participantes de programas de pós-graduação brasileiras, argentinas, mexicanas, europeias e asiáticas. Na Mostra de Trabalhos, contou cerca de 60 trabalhos aprovados, em sete grupos. “Este evento já é tradicional e está em sua 7ª edição junto à IMED. Hoje, conta com pesquisadores do tema da propriedade intelectual, das novas tecnologias, de diversas instituições do País e também do exterior”, relatou a professora e coordenadora do PPGD/IMED, Salete Oro Boff.

“Assim como a história da Escola de Direito se confunde com a história da IMED, eu diria que a história desse evento se confunde com a história do nosso PPGD. É um evento que, a cada edição, reafirma parcerias sólidas, com tantas instituições importantes nacionais e internacionais, participando conosco e, portanto, proporciona uma construção contínua de conhecimento”, afirmou a Diretora de Pós-Graduação Stricto Sensu e Pesquisa, Caroline Calice da Silva.

“Seja na graduação ou pós-graduação, a constatação em torno da estagnação do perfil tradicional acadêmico do curso de direito é compartilhada por todos, e se portanto a construção de soluções jurídicas inovadoras salta aos olhos como um encaminhamento lógico, com esse admirável mundo novo do Direito 4.0, a propriedade intelectual tem assento certo nesse processo, há muito tempo”, considerou o coordenador da Escola de Direito da IMED, professor Leandro Caletti.

Galeria de Imagens
comentários sobre esta Notícia