Como Logar?

Comunicação

Notícias

VOLTAR
05/12/2017
Professor Amilton Martins participa de atividades relacionadas ao Movimento Colabora Educação

Por: Francine Tiecher

() comentários

O líder do InovaEdu – Laboratório de Ciência e Inovação para a Educação da IMED, Professor Amilton Rodrigo de Quadros Martins, participou na última quarta-feira (29/11) em São Paulo, do lançamento do livro Cooperação Intermunicipal – experiências de Arranjos de Desenvolvimento da Educação no Brasil, do Professor Fernando Luiz Abrucio, doutor em Ciência Política e pesquisador da Fundação Getúlio Vargas (SP), que relata o funcionamento dos sete ADEs - Arranjos de Desenvolvimento da Educação em funcionamento atualmente no Brasil, dos quais, o ADE Norte Gaúcho, com sede em Passo Fundo, é apresentado em detalhes.

No livro, são apresentados o histórico de cada ADE, o comitê gestor e seus diferenciais perante os demais em todo Brasil, como forma de estimular a criação de mais ADEs e potencializar o conceito de cooperação territorial pela educação. O destaque nacional do ADE Norte Gaúcho, apresentado pelo Professor Amilton no evento, é ter sido estimulado por uma Instituição de Ensino Superior, e contar com a participação ativa de um Observatório da Educação, hoje mantido pela IMED.

O Professor Amilton cita que “o lançamento do livro coloca o ADE Norte Gaúcho em uma posição de vanguarda nacional no tema de colaboração territorial pela educação, mostrando ainda que Instituições de Ensino Superior e Escolas precisa trabalhar juntas pela educação do nosso país”.

Já na quinta-feira (30/11) foi feito o lançamento do movimento Colabora Educação, formado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no Brasil, Instituto Natura, Instituto Unibanco, Fundação Itaú Social, Movimento Todos pela Educação, Fundação Lemann, Instituto Positivo e Instituto Ayrton Senna. Tem como um dos principais objetivos fortalecer e desenvolver o regime de colaboração, tão importante para que, por exemplo, os planos de educação, nas três esferas de governo, tenham o êxito esperado.

Nesse sentido, um dos primeiros produtos desse movimento é a construção de um Mapa das Experiências de Regime de Colaboração em Educação atualmente existentes no país. Esse trabalho é destinado aos dirigentes e aos técnicos das secretarias de educação.

Após o lançamento, iniciou o seminário anual do movimento, envolvendo as secretarias de educação, através do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), além do próprio Ministério da Educação (MEC) e das instituições promotoras do movimento. Esse esforço é o entendimento de que aterrissar o regime de colaboração nos sistemas de ensino é garantir o cumprimento das responsabilidades definidas nas normas de cooperação e nas novas regras de financiamento, todas direcionadas pelos referenciais nacionais de qualidade expressos na Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB).

Galeria de Imagens
comentários sobre esta Notícia