Comunicação

Notícias

VOLTAR
14/01/2021
Odontologia baseada em evidências

Por: Karen Santos

() comentários

Qual é o melhor protocolo para restaurar dentes endodonticamente tratados?

Diversos fatores podem ser considerados pelo dentista na hora de fazer essa escolha. Alguns exemplos são: seleção e necessidade de retentores, tipo de restauração coronal, estrutura coronal remanescente, e tipo de material de cimentação.

Mas quais aspectos influenciam essa decisão?

Para avaliar as preferências dentistas e estudantes de odontologia sobre o tema, a Mestranda em Odontologia da IMED Luiza Girotto realizou revisão sistemática, baseada em estudos que avaliaram o uso de pinos intracanais e outras opções de restauração para tratamento endodôntico dentes.

O levantamento mostrou que as preferências restauradoras têm mudado ao longo do tempo. As escolhas mais relatadas em relação ao tipo foram os núcleos pré-fabricados (45,8%), os núcleos metálicos fundidos (16,7%) e ambos os tipos (16,7%). O material cimentante preferido para pinos intracanais era à base de resina (47%).

Os núcleos metálicos fundidos eram citados com mais frequência em pesquisas publicadas entre 1994 e 2010. Já os pré-fabricados, de metal ou de fibra de vidro, foram citados entre 2006 e 2019.

Dentre os respondentes das pesquisas, 40% apresentavam entre 1 e 20 anos de graduação e 44% eram especialistas. Ao relacionar o tempo de formação e as escolhas mais relatadas pelos profissionais, dois fatores de influência se destacam: tempo de experiência e formação de pós-graduação.

***

Este conteúdo foi produzido a partir do artigo ‘Restorative preferences and choices of dentists and students for restoring endodontically treated teeth: A systematic review of survey studies’, de autoria da Mestranda em Odontologia Luiza Paloma S. Girotto, publicado no The Journal of Prosthetic Dentistry.

comentários sobre esta Notícia