Comunicação

Notícias

VOLTAR
17/09/2019
MutirArq promove interação e inspiração

Por: Eduarda Ricci Perin

() comentários

Mutirão de Arquitetura da IMED foi realizado no Lar para Idosos São José e São João XXIII

Alunos, egressos e professores do curso de Arquitetura e Urbanismo da IMED promoveram, no sábado (14), o MutirArq. A atividade consistiu na construção de mesas para o refeitório da Instituição de Longa Permanência para Idosos São José e São João XXIII, administrada pela Fundação Beneficente Lucas Araújo.

Na ação, os participantes desenvolveram mesas para o refeitório da Instituição a partir da reutilização de pallets (material bastante disponível no local), com um design simples, mas adequado aos idosos, principalmente os que necessitam utilizar cadeira de rodas.

Para o aluno do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura da IMED, Adilson Giglioli, participar do MutiArq foi extremamente gratificante. “A experiência foi única e foi muito além de construir mesas, foi uma interação entre os alunos e professores envolvidos na oficina e principalmente uma troca de experiências e vivências com os idosos do Lar, que nos receberam muito bem. Acredito que é fundamental esse tipo de atividade que integra e aproxima a vida acadêmica com a sociedade, pois acrescenta e humaniza nossa formação. Parabenizo aos alunos e professores pela sensibilidade na percepção dessa atividade e pela organização do Mutirão”, destaca.

A programação do MutirArq também contou com atividades que envolveram os alunos e idosos, como a pintura das mesas. Para o acadêmico e artista plástico, Tales Gonçalves Visentin, o Mutirão proporcionou uma vivência acolhedora, surreal e inspiradora. “Tive a oportunidade de expandir conhecimentos artísticos nas pinturas contemporâneas/cubistas que realizamos junto aos idosos. Foi uma atividade muito gratificante, participar, sentir, ver o brilho nos olhos dos idosos nos momentos de arte, música, colorindo os painéis de aves, gatos, borboletas. Com certeza ficou na história, eles poderão usufruir seus novos móveis contemporâneos que construímos juntos, várias mãos unidas trabalhando em benefício da luz, da arte e do aprendizado”, enfatiza.

Todas as ações foram supervisionadas pela pesquisadora responsável, a coordenadora do Escritório Modelo, professora Linessa Busato, e pela coordenadora do curso de Arquitetura e Urbanismo da IMED, professora Eliká Ceolin.

A ideia da confecção do mobiliário partiu do estudo realizado pelos arquitetos Felipe Bertuzzi e Maurício Caron, vinculado ao projeto de pesquisa em “Avaliação pós-ocupação, avaliação ergonômica do trabalho e o processo de projeto”. O projeto é supervisionado pela professora Dra. Grace Cardoso, do Grupo de Pesquisa em Teoria e História da Habitação e da Cidade (THAC), que integra o Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo (PPGARQ) da IMED.

Para a coordenadora do curso de Arquitetura e Urbanismo da IMED, Eliká Ceolin, a ação representa muito bem um dos pilares da IMED, que é a integração entre o conhecimento acadêmico e a sociedade. “Participaram pessoas de diferentes níveis da vida acadêmica e de diferentes faixas etárias, tínhamos alunos e professores do Mestrado e da Graduação, egressos, crianças e idosos. Foi uma integração horizontal e vertical em todos os sentidos. É por ações assim que fazemos pesquisa. Quanto mais nós conseguirmos retornar para a sociedade o conhecimento gerado na academia mais prestigio nós teremos”, destaca.

Galeria de Imagens
comentários sobre esta Notícia