Comunicação

Notícias

VOLTAR
16/05/2020
IMED integra grupo de pesquisa que avalia os impactos do Covid-19 na economia

Por: Francine Tiecher

() comentários

O docente Guilherme Moraes Vargas, coordenador dos cursos de Administração e Ciências Contábeis é um dos pesquisadores do Observatório Socioeconômico, aprovado pela FAPERGS

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do RS (FAPERGS) aprovou o projeto de pesquisa “Observatório Socioeconômico da COVID-19: uma análise do impacto da pandemia em questões econômicas e sociais por meio de uma perspectiva estadual, regional e nacional”, coordenado pelos professores Daniel Arruda Coronel e Nelson Guilherme Machado Pinto, que conta com a participação de professores da UFSM, UNIPAMPA, IMED e UFV.

A IMED está representada pelo coordenador dos cursos de Administração e Ciências Contábeis, Guilherme Moraes Vargas, que é um dos 10 pesquisadores que vai trabalhar na equipe do Observatório Socioeconômico. 

O projeto visa verificar os impactos socioeconômicos causados pela Covid-19 dentro da realidade do Rio Grande do Sul (RS), das macrorregiões brasileiras e da economia brasileira como um todo, estimando cenários de recuperação para as economias e realidades sociais de cada localidade.

“Esse projeto é muito significante, pois irá gerar dados que podem ajudar o poder público e empresas a terem uma real noção do impacto da Covid na economia, por meio dos indicadores socioeconômicos. Claro que esse é um trabalho a longo prazo, mas a ideia é desenvolver também aplicativos, site informativo e uma série de outros mecanismos que serão construídos nos próximos meses a partir desse grupo de professores pesquisadores. Vamos colher os resultados e poderemos apresentar esses dados para a comunidade, o que é muito importante também”, explica Guilherme.

Um observatório socioeconômico com dados dos impactos que essas variáveis sofreram nas economias locais serve, em um primeiro momento, como um sistema de informação que pode pautar uma tomada de decisão. A partir disso, a proposta do observatório não é apenas ser informativo, mas demonstrar quais medidas podem ser tomadas e seus reflexos a fim de colocar em debate atitudes intervencionistas das administrações públicas locais pesquisadas. O principal resultado deste projeto deverá ser uma contribuição teórica e técnica relevante ao tema das questões socioeconômicas ligadas à Covid-19 amparada por evidências empíricas.

“O impacto das medidas de quarentena e tudo o que a pandemia vai influenciar no mercado e nas condições de vida da população vai servir de subsídio para as tomadas de decisão, tanto do setor público, quanto do setor privado”, pontua Guilherme.

O professor e pesquisador ainda frisa que ter um entendimento do que vai acontecer durante a pandemia auxilia na avaliação dos impactos da sociedade. “Entender o que realmente aconteceu e vai acontecer pós-pandemia é riquíssimo, tanto para a economia, como para as políticas públicas, sendo que esse é o objeto de estudo do Observatório, que é entregar informações à sociedade como um todo, e que isso possa realmente servir de subsídio para ações futuras”, finaliza.

CLIQUE AQUI e saiba mais sobre o Observatório.

Galeria de Imagens
comentários sobre esta Notícia