Como Logar?

Comunicação

Notícias

VOLTAR
10/10/2018
IMED entrega projeto colaborativo à APACE

Por: Liliana Crivello

() comentários

Para promover atividades que possibilitem uma maior aproximação das Pessoas com Deficiência Visual (PcDV) com a arquitetura, grande dependente da linguagem visual, e na intenção de tirá-los da zona passiva no qual frequentemente se encontram, foram desenvolvidos projetos colaborativos que são fruto de uma parceria entre a IMED e a Associação Passo-fundense de Cegos – APACE, desde 2013, e realizados por meio da disciplina Projeto Inclusivo. Esta disciplina é ministrada pela docente do Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Arquitetura e Urbanismo, Dra Andrea Quadrado Mussi.

Um dos trabalhos apresentados buscou ferramentas de compreensão projetual para a elaboração de uma proposta de um ambiente interno, a sala de espera/recepção, e de um ambiente externo, o pátio de convívio, da APACE e também para elaboração de brinquedos infantis a serem colocados nos dois ambientes.

De acordo com Andrea, o trabalho teve início, primeiramente, com atividades de Focus Group com os adultos no qual todos os tópicos norteadores foram discutidos e as aspirações dos usuários coletadas. “Posteriormente por meio da elaboração de maquetes táteis, em Fab Lab (Fabrication Laboratory), com representação de texturas e materiais, os usuários puderam sentir o resultado de suas escolhas bem como avaliar e dar sugestões quanto à eficácia do projeto apresentado”, aponta a professora.

Andrea ressalta que para a realização das atividades com as crianças realizou-se um segundo Focus Group e como uma forma de cuidado optou-se pela participação de seus responsáveis para que o briefing dos brinquedos, no intuito de oferecer o máximo de independência e aproveitamento possível, mantivesse cuidado e cautela. Os responsáveis puderam realizar recomendações importantes em momentos pontuais da atividade. “Todas estas atividades buscam a experimentação e a utilização assertiva de uma metodologia que, relacionada ao codesign, uma outra terminologia para denominar projetos colaborativos, afirma um processo de projeto que busca compreender e aprender com o usuário a sua expertise a respeito da temática abordada num determinado projeto e contexto. Com isso, as atividades foram capazes de realizar o que pode ser compreendido como um tipo de projeto cognitivo que utiliza outras modalidades sensoriais para sua compreensão e buscam explorar as habilidades adequadas para os usuários pelos quais pretende atingir” conta.

 

Fotos: Divulgação/IMED

Galeria de Imagens
comentários sobre esta Notícia